8 dicas para abrir uma empresa de sucesso

A pandemia e a crise econômica no País têm levado muitos brasileiros a abrirem novos negócios. Assim temos uma falta de perspectiva de encontrar uma vaga de emprego, as pessoas estão se expondo mais ao risco e empreendendo. Mas, para isso, é preciso seguir alguns passos para abrir uma empresa de sucesso.

Dados mais recentes da Serasa Experian mostram, por exemplo, que o número de abertura de empresas bateu recorde no País no primeiro trimestre do ano (2020). Ademais, no período, o Brasil totalizou 516.201 novos negócios, o maior nível para os três primeiros meses do ano desde 2010. O surgimento de 413.555 microempreendedores individuais foi o que elevou esse resultado recorde. Além disso, do total de empresas abertas recentemente, 63% são do segmento de serviços.

No entanto, é muito importante definir bons princípios para abrir uma empresa de sucesso. Abaixo, apresentamos a você, empreendedor, 8 dicas fundamentais para abertura de um negócio com bem mais chances de prosperar. São elas:

1- Faça um plano de negócios para começar uma empresa de sucesso

Em todas as áreas de nossa vida devemos saber a importância do planejamento para atingir algum objetivo. Afinal, o planejamento pode ser simples, por exemplo, uma viagem, como também pode ser algo que exija mais conhecimento, como uma construção de um imóvel. Então, se só com esses dois exemplos já temos noção o quanto é preciso planejar, já imaginou quando o assunto é abrir um negócio de sucesso? Dessa forma, empreender muitas vezes pode ser um mergulho no escuro se tudo não for bem planejado.

Sabe-se que grande parte das empresas brasileiras “morrem” antes mesmo de completarem um ano de existência. Isto se deve ao fato de muitos proprietários não darem importância ao planejamento do seu negócio, na maioria das vezes possui uma boa ideia, mas acreditam que só isto basta e que não precisam de ajuda. Mas, isto não é verdade. Portanto, ter um norte, um planejamento é fundamental para abrir uma empresa de sucesso.

Um plano de negócios consiste em um documento que expressa os objetivos, quais passos precisam ser dados para que esses objetivos sejam obtidos, diminuindo os riscos e as incertezas. Um plano de negócios possibilita ao empreendedor reconhecer e limitar os erros enquanto estão no papel, em vez de cometê-los no mercado. Certamente, o plano irá ajudar a concluir se a idéia realmente é viável, incentivando a busca por informações mais detalhadas sobre o ramo do negócio, produtos, clientes, concorrentes, fornecedores e essencialmente os pontos fortes e fracos.

2- Selecione um bom contador

O profissional da contabilidade pode exercer um papel de extrema importância para você abrir uma empresa de sucesso. Afinal, isso envolve a organização da empresa, à estruturação contábil, o planejamento fiscal e financeiro, além de ser capaz de medir se o empreendedor está conseguindo ter um bom retorno do capital investido. 

Para abrir uma empresa de sucesso, o empreendedor deve fazer uma escolha criteriosa e cuidadosa de seu contador. Isso exige uma boa pesquisa e análise. Afinal, este profissional pode ser seu braço direito no processo de gestão.

Fatores para escolher um bom contador

Um bom contador, além de exercer as atividades referentes a sua profissão, acaba fazendo também o papel de consultor para os empreendedores. Nesse sentido, eles aliam seus conhecimentos referentes à legislação e ao negócio de seus clientes e buscam encontrar e orientar os empreendedores com relação às melhores decisões a serem tomadas, como a escolha do regime tributário mais adequado, por exemplo.

Portanto, um bom contador pode ajudar a empresa a obter resultados ainda melhores do que o planejado. É aí que entra o papel do contador consultor, que não se preocupa mais em fazer apenas os cálculos e a gestão tributária do seu cliente, mas também em garantir os melhores resultados financeiros. 

3- Faça um rigoroso controle financeiro de sua empresa se quer ter uma empresa de sucesso

O mais importante na vida de uma empresa é o fluxo de caixa. Assim, fica claro que essa ferramenta é de grande valor na gestão financeira de pequenas e médias empresas.

No entanto, a gestão financeira vai além do fluxo de caixa. Ela engloba um conjunto de ações, procedimentos, relatórios e indicadores que envolvem todo tipo de investimento, despesas e lucros. Portanto, essas ações visam maximizar os resultados econômicos e financeiros da empresa.

Quando a questão é financeira, os empreendedores costumam falhar em muitos quesitos considerados básicos para o sucesso do negócio.

Acostumada a controles pouco rigorosos ou caseiros, a organização pode tropeçar em três aspectos fundamentais que orientam as finanças. Ou seja, na organização, na atenção a pontos vitais e na avaliação do desempenho da empresa.

Pontos essenciais para uma boa gestão financeira

Para evitar falhas no caminho de abrir uma empresa de sucesso é muito importante que a empresa possa contar com uma boa empresa de gestão financeira. Esta é quem vai planejar, analisar e controlar as atividades da área de finanças. Desse modo, tenha a certeza que sem uma boa gestão financeira de nada adianta ter produtos de alta qualidade, uma equipe de vendas campeão, estratégias de marketing criativas e efetivas.Consequentemente, tudo isso pode levar a um bom faturamento, porém não significa necessariamente que sua empresa terá um vida financeira saudável. Por isso, leve em conta as seguintes medidas:

  • Maior controle sobre as movimentações financeiras;
  • Acesso facilitado às informações;
  • Automatização dos processos financeiros;
  • Maior segurança e agilidade nas operações;
  • Diminuição de erros e retrabalho;
  • Aumento da produtividade;
  • Redução de custos operacionais;
  • Melhoria no planejamento e análise estratégica;
  • Informações precisas para tomadas de decisões;
  • Alcance de objetivos a longo prazo;
  • Maior embasamento na hora de projetar novos investimentos;
  • Geração de valor ao negócio e aumento da vantagem competitiva.

📰 Leia também: Relatórios Financeiros: como eles ajudam na gestão de sua empresa


4- Forme uma boa equipe e promova constantes treinamentos

Para superar as atuais dificuldades impostas pelo mercado (e não são poucas, é fundamental que sua empresa possa contar com seu principal ativo: as pessoas. Entretanto, para transformá-las em seu grande diferencial competitivo, é preciso que ela tenha profissionais capacitados para realizar uma gestão estratégica de recursos humanos. 

Para alcançar bons resultados, uma PME (pequena e média empresa) precisa realmente contar com o bom desempenho dos colaboradores. Já que ela não tem como manter um grande número de funcionários, os que foram contratados precisam ter um rendimento acima da média.

Uma equipe afiada pode ser a chave para ter uma empresa de sucesso

Em uma PME, a produtividade e a qualidade de uma equipe engajada são essenciais para elevar o negócio a um novo patamar de performance e lucratividade, tornando seu crescimento (e às vezes sua sobrevivência) possível. 

É por isso que o RH das PMEs tem uma enorme responsabilidade e valor: ele promove ações para garantir que os funcionários exerçam suas atividades da melhor forma possível e estejam aptos a transformar os objetivos da companhia em realidade.

5- Faça uma boa pesquisa e uma escolha acertada do ponto

Pensar na localização da empresa desde o início facilita os processos de expansão e o aproveitamento das oportunidades de crescimento. Por isso, quem escolhe um local adequado às suas necessidades têm menos preocupações em sua rotina de trabalho e foca a sua atuação em outras questões mais importantes do negócio.

Identifique e analise mercados por uma série de fatores: aquisição de talentos, demografia, atividade da indústria, concorrência, custo de vida e mais. Além disso, a escolha de uma localidade que facilitará a obtenção de seus objetivos de negócio, financeiros e operacionais. A logística é um outro ponto importante para ser analisado, pois um  local estratégico pode trazer velocidade no recebimento ou entrega do seu produto ao cliente. Dependendo do tipo de negócio de sua empresa, considere o trabalho remoto ou home office ou os espaços de coworking.

6- ROI – Retorno sobre o Investimento

Novo empreendedor: aprenda a calcular o ROI (Retorno sobre o Investimento) da sua empresa. Muitas pessoas não sabem o que significa essa sigla e sempre ficam em dúvida. Mas, você, empreendedor, deve procurar aprender o mais rápido possível sobre o que é ROI e para que ele serve. 

ROI é a sigla em inglês para Return on Investment, ou retorno sobre investimento, em português. A saber, esta métrica serve para calcular se os investimentos que a sua empresa tem feito estão valendo a pena ou não. Primordialmente, é um indicador utilizado para saber se as aplicações estão sendo feitas nos lugares certos.

Verifique se seus investimentos estão trazendo retornos verdadeiros e fazendo de sua empresa um sucesso

Essa métrica corresponde ao valor que um investimento trouxe de retorno para a empresa. Normalmente, é uma ferramenta utilizada para medir o retorno financeiro de uma aplicação, mas não necessariamente trata apenas desse tipo de questão. Sobretudo, é o valor percentual que indica o quanto sua empresa ganhou, ou perdeu, ao investir uma certa quantia em dinheiro.

O ROI é muito importante para a empresa, pois fornece uma maneira de observar e quantificar o sucesso de seus investimentos. Assim, a utilização do ROI pode ser estendida a diversos outros investimentos de um empreendimento, inclusive os não financeiros. Com ele, podemos analisar ações específicas, como o resultado de uma campanha de marketing, o lançamento de um produto novo, medidas internas que visam aumentar a produtividade, leads e assim por diante.

Como calcular o ROI?

A fórmula básica de cálculo do ROI é bem simples. Para tanto, basta seguir o seguinte modelo:

ROI = [(Receita – Investimento) / Investimento] x 100

Os investimentos estão sujeitos a diversos fatores — como a sazonalidade. Por isso, meça o ROI com frequência para ajustar e otimizar as escolhas da empresa. Dessa forma, isso evita que um investimento não tão acertado, para um certo período, se transforme em uma bola de neve e ocasione prejuízos irreparáveis.

Em outras palavras, você pode utilizar o ROI, normalmente conhecido como o retorno do ativo, também para identificar se a empresa está dando o retorno desejado. Dessa maneira podemos utilizar o ROI:

ROI = (Lucro Líquido / Total do ativo) x 100

Vamos ao exemplo: a contabilidade de uma perfumaria:

A contabilidade encaminhou para o Pedro o balanço patrimonial e a DRE da sua distribuidora de produtos de perfumaria. E nesses dados foi possível observar que:

  • O total de seus ativos foram de R$ 500.000,00 (quinhentos mil reais.) 
  • E o lucro líquido do período foi de R$ 100.000,00 (cem mil reais.)

ROI = (100.000 / 500.000,00) x 100

Calculando- se a rentabilidade da empresa no ano, temos  20%.

O retorno sobre o investimento (ROI) foi de 20%, ou seja o lucro líquido da empresa correspondeu a 20% do total do ativo, o investimento considerado pela empresa.


📰 Saiba mais sobre ROI na gestão de negócios.


7- Capriche em suas estratégias de vendas para começar uma empresa de sucesso

Existem muitos elementos a considerar quando se trata de planejar ações para atingir as metas de faturamento de uma empresa, visando abrir uma empresa de sucesso. Afinal, no atual mercado competitivo, determinar como a marca vende se tornou tão importante quanto o que ela vende.

Conseguir se destacar no meio de um mar de concorrentes e fechar mais vendas está cada vez mais complicado. Afinal, é preciso ter uma forte estratégia de vendas e marketing por trás da sua abordagem.

Analise os resultados alcançados pela equipe

Ou seja, adote uma maneira de proceder que permita a você medir e monitorar os resultados alcançados. O objetivo é convencer o cliente de que não está tentando apenas empurrar mais um produto, mas que, na verdade, se preocupa com a sua satisfação e seu sucesso.

A estratégia de vendas, basicamente, se resume em um plano detalhado das melhores táticas e processos estabelecidos pelos gestores de uma empresa para construir sua marca, para gerar vendas e aumentar as receitas.

Dessa forma, ela pode conter desde como pesquisar e qualificar os potenciais clientes (cold calling, envio de e-mail marketing, marketing de conteúdo, etc.) até técnicas de fechamento e política de gerenciamento de contas.

Os passos para uma boa e efetiva atividade de vendas incluem: identificação do público-alvo dos seus produtos e definição da (s) persona (s); conhecimento forte do mercado em geral; conhecimento da concorrência; preços; avaliação do material de marketing promocional; definição de metas. Ademais, eles envolve a criação de um funil de vendas para classificar melhor seu público e ter a ideia em que fase ele está no processo de vendas; Além disso, escutar o que seu cliente e ou potenciais clientes têm a dizer, encontrar seus potenciais clientes, prospectar, conquistar esses clientes potenciais e fidelizar os atuais clientes conquistados. 

Aumentar as vendas dos clientes conquistados (tíquete médio), tornar clientes fãs e “divulgadores” de sua empresa, produtos ou serviços são outras ações muito importantes.

8- Desenvolva e conduza estratégias de marketing inteligentes

O marketing de uma empresa não se restringe a um folder, a um site ou a participar de um evento importante do setor. Evidentemente, que pode envolver uma ou mais dessas estratégias. Porém, é muito mais do que isso. Abaixo, elencamos importantes atividades e ferramentas para uma construção de uma sólida e eficaz estratégia de marketing.

Desenvolva um plano de marketing – Ele é fundamental para guiar suas ações para que você não saia “atirando para todos os lados’ sem um foco. Esse passo é essencial para servir como base para todas as suas estratégias, no presente e no futuro. Ele vai te ajudar a definir exatamente o que deve ser feito, quando e como.

Faça um bom plano de marketing

  • Defina quem é a sua marca – Estabeleça a identidade de sua marca, suas características, o que faz ela ser única, os diferenciais dos seus produtos e serviços.
  • Conheça seu público a fundo – saiba quem é seu público, suas características, suas necessidades, seus anseios.
  • Determine objetivos para sua empresa – ter metas é indispensável para qualquer negócio. 
  • Estabeleça quais serão suas ações de marketing, considerando os 4Ps: produto, ponto, preço e promoção. 
  • Adote ações de marketing condizentes com seu público-alvo e factíveis do ponto de vista financeiro, incluindo: marketing de conteúdo, mídia social, presença na web, SEO (Search Engine Optimization ou Otimização para Mecanismos de Busca na Internet); Google Meu Negócio; E-mail marketing profissional; Datas comemorativas, eventos; relações com a imprensa; pesquisas de mercado; personalização; networking, materiais promocionais, ações de Relações Públicas, entre outras.

Depois de tantos esforços, planejamento e tempo empreendidos na abertura de um negócio, certamente você desejará obter resultados e ver sua empresa ganhando nome. Para que isto aconteça, é fundamental o investimento em ações inteligentes de divulgação. E isso você deve considerar desde o início do processo. 

O processo de abrir uma empresa de sucesso envolve desde o nome da empresa, definição do mix de produtos ou serviços até as estratégias de marketing, passando por questões administrativas, financeiras, contábeis, fiscais, legais, de RH, tecnologia, entre outros itens. Sendo assim, a ILS Contabilidade está preparada para oferecer a você, empreendedor, uma consultoria completa, envolvendo todos esses quesitos, para que seu negócio já comece com grandes chances de obter resultados expressivos.

Artigos Relacionados

Próximo post

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Artigos Populares

Sobre

ILS Contabilidade

A ILS Contabilidade é uma empresa de Contabilidade especializada em consultoria e assessoria de empresas.

Redes Sociais

Dicas Empresariais

Newsletter

Recebe nossas atualizações e novidades.