Saiba como abrir um negócio online

Investir em um negócio online é uma alternativa vantajosa para diferentes perfis de empreendedores. Isto porque a internet oferece espaço para múltiplas iniciativas, conectando quem precisa de ajuda, seja pessoa física ou jurídica, com empresas que podem ajudar. Portanto, neste artigo, vamos mostrar a você, empreendedor, como abrir um negócio digital.

Para você ter uma ideia, de acordo com levantamento da HBR (Harvard Business Review), o Brasil é o 35º país mais favorável para fazer negócios digitais. Assim, a previsão de crescimento do comércio eletrônico para 2020 era de 18%, alcançando a marca dos R$106 milhões, segundo a Associação Brasileira de Comércio Eletrônico. Logo, para 2021, de acordo com a Ebit, a previsão é de um crescimento de 21% em relação ao ano anterior.

Não podemos deixar de mencionar que a pandemia do novo coronavírus tem sido um forte propulsor do mercado online. Afinal, muitas pessoas passaram a trabalhar remotamente. Além disso, elas também passaram a realizar atividades, como compras, aulas, entre outras, pela internet.

De outro lado, temos alguns empreendedores que estão conseguindo vislumbrar, em meio à crise que vivemos, uma oportunidade para montar um negócio online. Afinal, este segmento está se firmando como uma tendência.

Já que este mercado está aquecido e ainda tem muito potencial, vamos te dar um passo a passo com 6 pontos importantes, sobre como desenvolver um negócio online. Sendo assim, isto inclui desde a concepção da ideia de negócio ao processo de abertura. Portanto, leia, a seguir, importantes ações para você ter seu negócio online.

1- Defina o perfil do seu negócio online

Se você deseja ter um negócio online, o primeiro passo em direção à realização do seu sonho é a definição do seu perfil de negócio. Sendo assim, o leque de possibilidades é vasto. Portanto, há opções para todo perfil de empreendedor. Dessa forma, antes de bater o martelo, avalie detalhadamente as questões abaixo:

  • O que será vendido? um produto ou serviço?
  • Qual é a sua relação com este produto ou serviço? Por que você optou por comercializá-lo?
  • Qual será o formato da empresa? loja virtual? franquia? venda por busca ativa de clientes?
  • Que papel será desempenhado por você nesta empresa? Líder, mentor, colaborador ou um pouco de cada?

2- Invista em uma boa análise de mercado e dos consumidores

Outro passo essencial para quem quer abrir uma empresa online é a análise de mercado. Dessa forma, como pontuamos no primeiro tópico deste artigo, o ambiente digital vem se mostrando sólido e promissor para novos negócios. Entretanto, é preciso ter atenção e saber encontrar o melhor caminho para trilhar. Além disso, deve-se prestar atenção na  concorrência. Sobretudo, entender as necessidades do consumidor digital.

De acordo com esta mesma pesquisa da HBR, a maior parte dos consumidores online é representada pela geração Millenial (65%).  Em seguida, temos a geração X (24%). Além disso, a mesma pesquisa mostra que 44% dos consumidores busca proativamente por promoções na internet; ademais, no mês de abril de 2020, durante a pandemia do novo coronavírus, o volume de compras online cresceu 387%, de uma semana para outra.

Outro trabalho, a pesquisa State of Commerce Experience, mostrou ainda que os canais com maior influência sobre a decisão de compra dos consumidores na internet são: Google, Instagram e Facebook.

3- Desenvolva um plano do seu negócio online

Após identificar o “core” (foco principal) business do negócio e situá-lo no contexto da internet e dos consumidores digitais, é hora de partir para a materialização. Portanto, antes de formalizar seu negócio, é preciso fazer um planejamento para entender se suas propostas e objetivos são realistas e alcançáveis. Sendo assim, é aí que entra o plano de negócio. Portanto, a função desta ferramenta, elementar no mundo do empreendedorismo, é ajudar a compreender a essência de uma empresa e de que forma ela pode (e deve)ser trabalhada para atingir o sucesso esperado.

Um bom modelo de negócios aborda:

  • Análise de mercado;
  • Avaliação da concorrência;
  • Apresentação do público-alvo;
  • Estrutura interna da empresa;
  • Principais fornecedores;
  • Aspectos logísticos;
  • Objetivos de curto, médio e longo prazo;
  • Cronograma de realização das ações;
  • Orçamento disponível.

4- Formalize seu negócio online

Pronto! Chegou a hora de tornar seu negócio real. Esta é a etapa de formalização.

A formalização de um negócio passa por diferentes avaliações, estudos e escolhas. Assim sendo, os principais deles dizem respeito ao formato da empresa e ao regime de tributação.

O enquadramento do seu negócio em um formato jurídico e regime tributário depende de uma série de condições e características. Por exemplo, faturamento anual, capital social, quantidade de sócios, etc. Por conseguinte, é importante conhecer cada um deles e, então, enquadrar seu negócio na categoria adequada. Veja alguns exemplos:

MEI – Microempreendedor Individual

Nesta modalidade, o faturamento anual deve ser de até R$ 81 mil. Além disso, o titular do cadastro no MEI não pode ser sócio de outra empresa e sua atividade deve fazer parte das atividades permitidas do MEI. 

ME – Microempresa

Para empreendedores que faturam até R$360 mil, a opção recomendada é a da abertura de uma Microempresa.

EPP – Empresa de Pequeno Porte

A EPP é a solução ideal para empreendedores cujo faturamento anual chega a R$ 4,8 milhões.

Além de enquadrar seu negócio, é preciso escolher o seu regime tributário. Então, veja a seguir as três principais opções:

O MEI é enquadrado no Simples Nacional e fica isento dos tributos federais (Imposto de Renda, PIS, Cofins, IPI e CSLL). Dessa maneira, o microempreendedor paga o valor fixo mensal da DAs, destinado à Previdência Social e ao ICMS ou ao ISS.

Para empresas não enquadradas no MEI,  o passo a passo da abertura é o mesmo de uma empresa tradicional. Ou seja, inclui registro na Junta Comercial, na Receita Federal (para ter o CNPJ), na prefeitura e na Secretaria Estadual da Fazenda.

Nessa fase, é muito importante o auxílio de um contador, que irá te orientar e ajudar no preparo de toda a documentação necessária. Sendo assim, você evita erros e mantém seu negócio aberto de forma mais rápida e segura. Ademais, ao criar uma marca, recomendamos, também, o registro no Instituto Nacional de Propriedade Industrial (Inpi), para que ela não seja utilizada ou copiada. Logo, é necessário checar antes se a marca escolhida já não é usada por outra empresa.

5- Defina seus canais de venda, métodos de pagamento e entrega

Agora sim, sua empresa está formalizada. Então, chegou o momento de fazer o seu lançamento para o seu público! Para tanto, é preciso determinar os melhores canais de venda. Então você certamente precisa de um site ou e-commerce. Se seu forte for a venda de serviços, neste caso, você pode começar a oferecer seu trabalho nas redes sociais. Se você trabalha com produtos e/ou serviços dirigidos a profissionais e empresas, a rede social poderá ser o indicado é o Linkedin.

Além dos canais de venda e comunicação entre você e seus clientes, é essencial que, a esta altura, sejam bem definidos os métodos de pagamento e a logística de entrega/prestação de serviços. Portanto, nossa dica é trabalhar a estrutura de sua empresa para oferecer mais de uma opção ao cliente, tanto no que tange aos pagamentos (que podem ser feitos via transferência bancária, boleto, PIX etc.) quanto no que diz respeito aos variados sistemas de entrega existentes hoje em dia. 

6- Estruture uma campanha de lançamento de seu negócio online

Marketing nas redes sociais, promoções, cadastro de e-mails (e envio frequente de mensagens), eventos (lives, webinars e workshops virtuais, nesse momento de pandemia), criação de clubes de assinantes, transmissões exclusivas, parceria com influenciadores digitais, e-mail marketing, e-books como bônus para captação de leads, vídeos no YouTube, entre outros. Estes são alguns dos caminhos possíveis para quem deseja abrir uma empresa online e torná-la um sucesso na rede.

Então, leia, abaixo, uma lista de negócios online que separamos para você e veja em qual você mais se encaixa:

IDEIAS DE NEGÓCIO ONLINE

  • E-commerce – loja virtual  – quanto mais você se especializar em um nicho, as chances de sucessos são maiores;
  • Venda de produtos artesanais.
  • Blog pessoal ou temático – monetização no Google e espaço para anunciantes;.
  • Marketing de afiliado.
  • Escritor de conteúdo; 
  • Assistência  virtual (suporte secretaria).
  • Design gráfico;.
  • Design web.
  • Desenvolvimento de aplicativos;
  • Gestão de mídias sociais;
  • Publicação de Ebooks;
  • Traduções;
  • Ensino online de idiomas, reforço escolar, cursos específicos etc.;
  • Produtor de infoprodutos;
  • Consultoria de negócios / Coaching – nas áreas de  marketing e publicidade, logística, gerenciamento de projetos, gerenciamento de crises; gestão empresarial; finanças; imagem; nutrição, desenvolvimento pessoal, espiritualidade, relacionamentos e negócios;. 
  • Consultor de suporte técnico remoto;
  • YouTuber;
  • Podcast em plataformas de mídia; 
  • Edição de vídeos;
  • Comercialização de Domínios – compra e venda;
  • Desenvolvimento de Games.

 

Caso você queira abrir um negócio online, saiba que a ILS Contabilidade pode te fornecer toda a assessoria na estruturação administrativa, financeira e contábil de seu empreendimento na Internet. 

Artigos Relacionados

Próximo post

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Artigos Populares

Sobre

ILS Contabilidade

A ILS Contabilidade é uma empresa de Contabilidade especializada em consultoria e assessoria de empresas.

Redes Sociais

Dicas Empresariais

Newsletter

Recebe nossas atualizações e novidades.