5 dicas para montar seu próprio negócio

Importância da Contabilidade
Importância da Contabilidade
16 de outubro de 2018
Saiba tudo sobre BPO financeiro
26 de novembro de 2018

No ano de 2017 o Brasil bateu o recorde de abertura de empresas. Foram mais de 2 milhões e 200 mil empreendimentos em funcionamento em todo o país.

Espera-se que 2018 encerre com um aumento de 11% deste número (dados do Serasa Experian). Isso prova que, apesar da crise, mais e mais pessoas estão acreditando em seus potenciais e investindo em novos negócios.

Pensando nisso criamos 5 dicas infalíveis para você se tornar dono de seu próprio negócio. Confira:

 

1 – Invista no que você é bom

Antes de começar a colocar o projeto de sua nova empresa no papel, pense se o seu modelo de negócios representa algo que você conheça bem e ame com paixão. Boa parte das empresas iniciantes acabam morrendo na praia pela falta de afinidade de seus empreendedores com o negócio proposto. Faça as seguintes perguntas:

 

  • Este negócio é sobre algo que conheço bem?
  • Poderei aplicar minhas principais qualidades neste negócio?
  • Sou capaz de reunir uma equipe dedicada para a criação deste negócio?

 

Se você é uma pessoa comunicativa, considere atuar no ramo de vendas. Se é mais estratégico, consultorias e prestação de serviços podem ser um ramo mais interessante. Delimite seus pontos fortes e tenha a certeza de que estará entrando num ramo comercial que tenha a ver com suas habilidades.

 

2 – Cuide da papelada

Sua empresa será de pequeno, médio ou grande porte? Você terá sócios ou atuará sozinho? Essas são perguntas fundamentais antes de iniciar seu projeto de negócios. Em todo caso você precisará de um contador para agilizar a documentação necessária. Para cada tipo de empresa há uma lista de necessidades a serem resolvidas, mas as principais são:

  • Contrato Social: essa é a certidão de nascimento de sua empresa. Nela constam dados fundamentais como nome comercial, nome fantasia, participação dos sócios no capital e área de atuação da empresa. Conte com a ajuda de um contador para determinar se sua empresa se enquadra no programa Simples Nacional. Desta forma você economizará em encargos e tributos.

 

  • Registro na junta comercial: esse registro representa um passo fundamental na constituição de sua empresa. Somente a partir desse registro é que a empresa passa a existir oficialmente. Ele deve ser feito antes do pedido de CNPJ. Uma dica importante: nesta etapa, verifique se o nome da empresa já não se encontra registrado em outro cadastro, evitando problemas futuros.

 

  • CNPJ: o Cadastro Nacional de Pessoas Jurídicas é o número de identificação oficial de sua empresa. Ele é emitido com o Registro da Junta Comercial do seu estado. O CNPJ pode ser consultado diretamente no site da Receita Federal e nele constarão o endereço, atividade e demais informações fundamentais sobre sua empresa.

 

  • Alvará de funcionamento: este documento é emitido pelos órgãos municipais, e varia de acordo com a área de atuação de sua empresa. Verifique na prefeitura local as regras para abertura de empresas, alguns negócios não podem ser abertos em determinados bairros ou sem determinadas inspeções. É preciso ainda verificar a necessidade de vistorias dos bombeiros ou da vigilância sanitária, especialmente para bares e restaurantes.

 

  • Inscrição estadual: alguns estados brasileiros possuem parceria com a Receita Federal, possibilitando a emissão da inscrição estadual juntamente com o CNPJ. Com este documento em mãos você estará cadastrado no Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços, o ICMS, cobrado especialmente em atividades industriais e comerciais.

 

De acordo com sua atividade poderão ser necessários outros documentos, por isso é fundamental contratar um bom serviço de contabilidade para evitar problemas futuros. Aqui na ILS Contabilidade temos um time preparado para auxiliar você em todo o processo de abertura de sua empresa.

 

3 – Foque em seu público-alvo

Com a burocracia em dia é hora de iniciar o seu projeto de capitação de clientes. Ele é fundamental para o sucesso de sua nova empresa.

Pense: para qual tipo de clientes estou trabalhando? Negociarei diretamente com o consumidor final ou atuarei no ramo B2B, empresa para outras empresas? Prestarei serviços ou venderei produtos? Coloque-se no lugar do cliente e faça as seguintes perguntas:

 

  • Como os meus produtos e/ou serviços poderão ajudar meus clientes?
  • Meus produtos e/ou serviços são de qualidade?
  • O preço final dos meus produtos e/ou serviços é competitivo?

 

É essencial fazer uma pesquisa de mercado, analisando o perfil dos clientes de sua área de atuação. Para um negócio local, converse com os moradores, faça um tour pelo bairro. Qual o perfil dos consumidores deste local? Empresários, donas de casa ou jovens estudantes? Se o seu negócio foi online, atendendo pessoas de todo o país, sua pesquisa deverá ser ainda mais detalhada. Como resolver a questão do frete? Como criar um site mais atrativo? Neste caso, use as redes sociais para investigar e compreender o perfil do seu público consumidor.

 

4 – Foque em parcerias

Uma empresa é feita de junções. Cada venda é fruto de uma parceria que começa ainda na escolha de seus fornecedores e na seleção de seus funcionários. Divida essa etapa em duas frentes de ação:

  • Fornecedores: são as empresas e prestadores de serviços que irão fornecer tudo o que sua empresa venderá ao consumidor final. Lembre-se: o preço final de seu produto ou serviço depende de uma negociação detalhada com seus fornecedores. Faça uma apresentação de sua empresa, mostrando as áreas de atuação, pontos fortes e estilo de vendas. Antes de seduzir os clientes, cative seus fornecedores. Conquiste margens de descontos mais competitivas, negocie prazos e não se esqueça da logística de entrega.

Dica importante: considere que muitas de suas vendas serão parceladas no cartão de crédito, portanto, é fundamental negociar prazo com os fornecedores.

  • Funcionários: sua empresa precisará de um time de funcionários alinhados com os valores do seu negócio. Se sua empresa atuará em vendas, treine seus funcionários para garantir o melhor atendimento. Se você for abrir um negócio de prestação de serviços, garanta que seus empregados possuam as habilidades necessárias para executar cada tarefa.

 

Dica importante: os funcionários são o cartão de visitas de sua empresa. Tenha sempre um time homogêneo e que vista a camisa do seu negócio.

 

5 – Prepare-se para a concorrência

Quão melhor for sua empresa, mais concorrência ela enfrentará no mercado. Desta forma, não se feche numa bolha sem olhar o que acontece no mundo comercial ao redor. Visite seus concorrentes, compreenda o que eles estão fazendo e saia sempre na frente. Nada de copiar estratégias, o que vale aqui é estar preparado para aprimorar a qualidade dos serviços oferecidos por sua empresa.

 

Dica importante: selecione os três maiores concorrentes do mesmo ramo e selecione os pontos fortes de sua empresa em relação ao que eles oferecem.

 

Resumindo: abrir uma empresa é um desafio que deve ser encarado com disciplina e foco. Determine suas paixões e concentre-se em buscar o sucesso. Com dedicação e trabalho é possível criar uma empresa lucrativa e dinâmica. Para isso, você pode contar sempre com os serviços da ILS Contabilidade para ajudar o seu negócio a ter uma trajetória vencedora.

 

Os comentários estão encerrados.